quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Golpe da Espiritualidade (Fique atento)


Acabo de ler uma matéria do jornal Correio Brasiliense, cujo título é: Mulher extorque R$ 400 mil aplicando golpe de "espiritualidade". Não há muitas informações sobre o modus operandi do golpe, apenas informa que, ao longo de quatro anos, tal pessoa teria extorquido esse valor afirmando que, se não fizesse algumas rezas especiais, os familiares da vítima adoeceriam. 

Qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento em matéria de espiritualidade sabe que esse tipo de proposta é totalmente sem sentido, contudo, ainda assim, todos os anos, matérias como esta surgem aqui e ali.

E, ao contrário do que popularmente se pensa, as pessoas que caem nestes golpes não são, necessariamente, pessoas simples, ingênuas, mas frequentemente, pessoas desesperadas.

Eu já conversei com dezenas de pessoas que passaram por situações assim e que, na dúvida, vieram me procurar para tirar uma segunda opinião, boa parte delas com ótimo grau de instrução, bons empregos, boa família, etc.

O que leva, então, alguém a cair num golpe assim? Frequentemente, o desespero.

Quando passamos por um grande sofrimento, nos desesperamos e, no desespero, tomamos atitudes que, em outras situações, frequentemente não tomaríamos. É este o caso da reportagem? Não sei, mas era o caso de muitas das pessoas com quem já conversei em situação semelhante.

O desespero coloca as pessoas em vulnerabilidade. Eu tenho um vídeo sobre “Psicografia na Internet”, onde falo, justamente, que não existe psicografia pela internet e vocês se surpreenderiam com a quantidade de comentários de pessoas pedindo por psicografias neste vídeo, inclusive, informando nome, data, endereço e – pasmem – número de documentos...

Eu compreendo o desespero dessas pessoas, a dor, a angústia que sentem, mas isso é prato cheio para aproveitadores que – diga-se – existem em todos os cantos. Há um meme que corre no Facebook e que sintetiza bem esta problemática: se você não controla sua mente, alguém vai.

E pode sair caro....

Leonardo Montes 


Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.