segunda-feira, 21 de junho de 2021

DIÁRIO DE UM MÉDIUM INICIANTE - CAPÍTULO 26: CAMINHO RETO

estrada

Pai Cipriano das Almas uma vez me disse uma frase inesquecível: médium não é santo, se fosse, estaria no Altar, não no terreiro. Essa frase é bastante emblemática. A maior parte dos médiuns são espíritos com pesadas dívidas com o passado e a mediunidade surge como ferramenta de aperfeiçoamento e meio de quitar antigos débitos... 

Seguindo este raciocínio, não é difícil entender por que os médiuns possuem os mais diversos defeitos: desde falhas gravíssimas de caráter (mediunidade não é sinal de evolução), até pequenos desafios cotidianos comuns a todas as pessoas na Terra. Por isso, quando o médium resolve desenvolver-se, ele não está apenas assumindo um compromisso de servir de instrumento à manifestação do espírito em prol da caridade, ele também está assumindo o compromisso de melhorar-se como pessoa e será cobrado por isso. 

Há um ponto que diz: “não adianta bater no peito, saudar a encruza, e não agir direito... Viver só de traição, fazendo inimigos, maltratando seus irmãos... Ninguém engana a nenhuma entidade, por que exu é a própria verdade”. 

Certa vez um rapaz que estava se iniciando na mediunidade passou com meu exu para consulta e, tenho certeza, saiu dela muito pensativo. Ele foi advertido, severamente, em relação às traições que estava praticando, dividido entre duas moças, ambas enganadas. É ingenuidade pensar que um exu toleraria esse tipo de comportamento... 

Quando se trata de um preto-velho, a bronca pode ser suave, cheia de rodeios. Mas, se for um exu, é provável que ele lance a verdade nua, crua e sem pudor. Portanto, enganam-se gravemente os que pensam que podem desenvolver-se como médiuns sem mudarem, essencialmente, o que são como pessoas. 

As entidades nos acompanham, conhecem todos os aspectos da nossa vida, sabem onde erramos e onde acertamos. Elogiam-nos quando estamos certos e puxam nossa orelha quando erramos. Não esperam que nos tornemos santos da noite para o dia, mas cobram nossos esforços.

Leonardo Montes

Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.