quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

TERREIRO QUE PRATICA O MAL, EVENTUALMENTE

 

homem de branco

Recentemente, conversei com uma pessoa que me narrou uma situação, no mínimo, inusitada: foi chamada para se desenvolver num terreiro, mas relutou em aceitar em razão de uma particularidade da casa.

Trata-se de um terreiro, aparentemente, normal. Porém, nos trabalhos de esquerda, caso o consulente peça algum tipo de maldade, cabe à entidade decidir se atende ou não atende o seu pedido.

Isto é, eles não alardeiam aos quatro cantos que aceitam fazer trabalhos para o mal, porém, se o consulente pedir, talvez a entidade aceite a proposta e, neste caso, o mal possa ser feito.

Porém, pode um terreiro que, em essência, é uma casa de caridade, fundamentada na Umbanda que é uma religião que prega em 100% dos seus trabalhos o bem, também praticar o mal, eventualmente?

Para responder a essa pergunta, imagine o seguinte: 

Imagine um lava-jato cuja função, como todos sabem, é lavar carros. Durante 29 dias do mês, todos os clientes saem satisfeitos com seu carro limpinho. Porém, em um dia específico, ao invés de lavar os carros, os funcionários do lava-jato os sujam. O cliente chega com seu carro sujo e sai com ele mais sujo ainda... Porém, só neste dia!

Faz sentido? Você levaria o seu carro lá?

Pois é o que pretendem estes terreiros onde se faz o bem e o mal, ainda que eventualmente... Não é preciso ter receio: tais terreiros não têm fundamento, não tem raiz, não são sérios, estão brincando de religião...

Não basta pintar na fachada de uma casa “Terreiro de Umbanda” para, efetivamente, se praticar Umbanda. É preciso que as pessoas que formam a casa tenham as melhores intenções, estejam firmes no bem, pois somente assim serão auxiliadas por bons espíritos, do contrário, atrairão espíritos desocupados que espalharão caos e confusão em todo o terreiro...

Portanto, se você conhece algum terreiro assim o mínimo que pode fazer é passar bem longe...

Leonardo Montes

Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.