quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

SOBRE MÉDIUNS ESPONJA

chackras

Nos últimos anos, tem se popularizado na internet a expressão: médium esponja, que faz referência às pessoas que “absorvem” as energias de quem esteja ao seu redor, especialmente, as energias ruins, o que frequentemente faz com que se sintam cansadas, fracas e até mesmo doentes.

Mas, isso realmente existe?

Bom, não há nada de novo neste processo. Contudo, com o correr dos anos, sempre surgem expressões novas para se referir a problemas velhos e este é mais um destes casos.

Na verdade, não existe nenhuma mediunidade que faz com que alguém sugue as energias de outras pessoas, sejam energias boas ou ruins. Os chamados médiuns esponja são apenas sensitivos e a sensitividade mediúnica é uma das faculdades mais comuns da Terra.

O que de fato ocorre é que eles acabam se sintonizando com as energias ruins das outras pessoas e, como são mais sensíveis que a população em geral, acabam se contaminando com as vibrações ruins que atraem para si.

O médium equilibrado percebe, capta, mas não leva para si tais energias, pois possui um alto padrão vibratório; ora e vigia, portanto, está em equilíbrio. Em suma: sente, mas não “pega”.

O médium esponja, por outro lado, é um médium desequilibrado, cujos pensamentos e sentimentos estão em desarmonia, o que faz com que se influencie por toda e qualquer energia que exista nos ambientes e nas pessoas. Assim, o que faz com que se sinta uma esponja, na verdade, são sintomas de seu desequilíbrio emocional/espiritual.

Acabei de ver um tópico sobre isso no Facebook, tão comum quanto outros tantos e estas foram as recomendações dadas para sanar o problema:

— Tapar o umbigo com esparadrapo (eu não consigo compreender essa função mística do esparadrapo...);

— Eu sei como você se sente, nossa vida é complicada mesmo (pensamento vitimista que transforma a mediunidade em maldição, muito comum, diga-se);

— Procure um psiquiatra ou psicólogo (o que de fato pode ajudar, conforme a origem da perturbação);

— Reiki, Apometria e Passe (que realmente podem ajudar, mas não solucionam o problema, que é íntimo);

— Procurar um trabalho com seres Arcturianos (eu nem vou comentar, pois não acredito nisso...);

— Assistir palestras (pode ajudar, elevando o pensamento);

— Usar uma turmalina negra (a pessoa não detalhou e não faço ideia do que ela de fato sugeriu...);

— Este é seu papel mesmo, só resta saber transmutar essas energias (sem comentários).

Enfim, estas orientações são reais. Foram postadas num grupo e NENHUMA sequer chegou perto da raiz do problema em minha opinião. A solução para esta situação é: reforma íntima, elevação do pensamento, cuidado com os sentimentos, oração, vigilância, etc.

O médium esponja deixará de sê-lo assim que conseguir colocar ordem em sua cabeça e em seu coração. Simples assim!

Leonardo Montes 

www.umbandasimples.com.br

Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.