sábado, 6 de junho de 2020

VISITA CELESTE



espírito de luz, anjo, ser de luz
Imagem do google
Muitos ignoram que o mundo espiritual, embora presidido por leis sábias do Criador, exige imenso trabalho dos espíritos comuns. Assim, todo trabalho espiritual é sempre um corre-corre de espíritos buscando dar o melhor de si mesmos na edificação de tempos novos para a humanidade...

Naquele dia, porém, a atmosfera estava diferente. Era um trabalho de psicografia, tão comum a dezenas de outros já presenciados. As cartas vieram, uma a uma, trazendo alegrias e conforto aos familiares presentes. Tudo dentro da normalidade, se não fosse um inesperado visitante.

Vindo, talvez, de altas esferas espirituais, um mensageiro divino desceu e trouxe uma palavra de estímulo e confiança aos trabalhadores espirituais e aos espíritos na carne, como nós.

A sua mensagem, em tudo, muito simples, tão comum a tantas outras que nossos orientadores já nos disseram dezenas de vezes. Em nada se diferenciava, a não ser pela sublime assinatura que surpreendeu a todos.

Posteriormente, os espíritos nos narraram o que se passou, mais ou menos nesses termos:

- Ao fim do trabalho, vimos uma luz descer do alto com um brilho tão intenso que nenhum espírito ali presente conseguia olhar diretamente. Os mais inferiores tiveram mesmo que sair do recinto, pois não conseguiam suportar aquela claridade. Mesmo os mais elevados mentores que conduziam o trabalho curvaram a cabeça em respeito, mas também por não conseguirem olhá-la diretamente. O visitante esforçou-se o quanto pôde para ocultar a própria luz, mas mesmo assim, ainda era forte demais para ser encarada.

O nome dessa veneranda entidade, bastante conhecida em todo o Brasil, ocultarei. Peço desculpas aos nossos leitores que talvez se aborreçam com isso. Dizê-lo causaria, a meu ver, apenas contenda, de modo que me parece mais acertado simplesmente informar que se trata de um dos maiores trabalhadores do evangelho em nosso planeta.

Bom, surpresos? Na verdade, todos ficamos!

Achamo-nos sempre pequeninos demais para merecer esta graça.

Um mensageiro do alto entre nós, numa reunião tão simples? Absurdo, disseram alguns... Mas, será mesmo? Não prometeu Jesus que onde houvessem pessoas reunidas em seu nome ele ali estaria?

Bom, não era Jesus, mas um trabalhador da sua vinha, um espírito que escreveu uma carta muito simples, dando-nos ânimo e coragem em lições que há tempo conhecíamos e em que ele se destacou por tê-las cumprido com honra e mérito.

Leonardo Montes


Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.