sexta-feira, 17 de abril de 2020

TERREIROS SÉRIOS SOFREM INFORTÚNIOS?


                                                                                           
Imagem do google
Existe uma “mística” que roda em algumas conversas de Umbanda que diz: terreiro sério, firme, fundamentado, “de axé”, não sofre as adversidades do mundo... Não sofre assalto, não sofre ataque, não sofre depredação, etc.

Mas, será que isso é verdade?

Enquanto pensava sobre este tema, lembrei-me de uma passagem dos Atos dos Apóstolos:

"E Saulo havia aprovado a morte de Estêvão. Naquele dia, rompeu uma grande perseguição contra a comunidade de Jerusalém. Todos se dispersaram pelas regiões da Judeia e de Samaria, com exceção dos apóstolos."



E:

"Saulo, porém, devastava a Igreja. Entrando pelas casas, arrancava delas homens e mulheres e os entregava à prisão."



A igreja, àquele tempo, era uma comunidade de cristãos, vivendo em uma espécie de vila.

As primeiras perseguições vieram dos próprios judeus, comandados por Saulo (que ainda não havia se tornado Paulo).

Os soldados invadiam as casas, prendiam as pessoas, dentro das comunidades fundadas pelos APÓSTOLOS, que também sofreram com a perseguição...

Nos anos que se seguiram, os cristãos sofreram com perseguições do sinédrio e, posteriormente, de Roma. Pessoas eram presas, torturadas, mortas. Igrejas destruídas, comunidades arrasadas...

Nas décadas seguintes:

Paulo foi degolado em Roma; Pedro crucificado de cabeça para baixo; Bartolomeu foi esfolado vivo; Filipe foi enforcado; Mateus assassinado, etc.

Ou seja:

Partindo de Jesus, o maior espírito que já esteve na Terra, quase todos os apóstolos tiveram suas vidas arrasadas e mortes violentas, suas comunidades foram perseguidas por séculos (os cristãos de hoje que não lembram sequer a poeira dos cristãos primitivos, deveriam se lembrar deste fato antes de serem intolerantes para com outras religiões), praticamente todos tiveram suas vidas arruinadas em nome de um ideal: o evangelho!

Diante de tudo isso, pergunto: você acha mesmo que um terreiro não pode ser assaltado? Que um terreiro não pode ser invadido e depredado? Que isso é falta de “axé”?

Estamos num mundo de provas e expiações e sujeitos, portanto, a toda sorte de males que assola este mundo. Não temos nada de diferente e fazemos mil vezes menos, dedicamos mil vezes menos, do que fizeram e dedicaram os primeiros cristãos...

Assim, afirmo sem medo de errar: não temos privilégio algum!

É certo que temos assistência espiritual. Assistência essa que nos livra de mil males e que nem nos damos conta...

Contudo, não nos iludamos: se estiver em nosso caminho, pessoal ou coletivo, atravessar quaisquer das provações sujeitas à humanidade, tenha o tamanho que tiver, a quantidade de membros que couber, os terreiros – como quaisquer instituições – também são chamados ao testemunho de fé, pelas provações inerentes à humanidade!

Leonardo Montes


Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.