sábado, 14 de março de 2020

QUEM NÃO FAZ FORÇA PARA ENTRAR, NÃO FAZ FORÇA PARA FICAR

Imagem do google

Com o correr dos anos, cheguei a uma conclusão: quem não faz força para entrar, não faz força para ficar. Isto é, as pessoas que muito facilmente entram para um terreiro, geralmente, desistem muito facilmente também.

É por esta razão que, em conversa com os guias, chegamos ao seguinte termo em nossa casa: para poder entrar para o desenvolvimento mediúnico (critério essencial, não importando quantos anos de mediunidade tenha o sujeito), no mínimo, é preciso frequentar durante um ano, faltando o mínimo possível.

Essa frequência é um período de teste, onde o consulente deve avaliar se realmente se identifica com a casa (costumes e regras) e se realmente está disposto a seguir por este caminho.

Inserir muito facilmente as pessoas numa corrente é um risco que, em todo caso, me parece desnecessário e que, pelo menos em minha experiência pessoal, provou-se improdutivo e decepcionante a longo prazo...

Muitas pessoas já vieram nos procurar dizendo amar a casa com todo seu coração, contudo, não provaram isso com sua conduta ao longo do tempo. Afinal: se a pessoa não consegue frequentar um ano o terreiro que diz amar, imagina com que assiduidade comparecerá aos trabalhos...

Assim, penso que todos os terreiros deveriam enrijecer os critérios para aceitação de novos membros... Deixar o consulente na assistência, pelo menos, alguns bons meses para que ele avalie a casa e seja avaliado por ela.

Desta forma, evitamos muitos aborrecimentos de ambas as partes.

Leonardo Montes

Share:

2 comentários:

  1. Muito bem explanado o texto, infelizmente a frequência deste ato é constante....em nossa casa hj se frequenta a assistência põe no mínimo 2 anos...a não ser que a necessidade do assistido seja detectada pelos guias, e aí sim o mesmo é inserido na corrente com menos tempo

    ResponderExcluir

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.