quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

MEDIUNIDADE E EQUILÍBRIO

Imagem do google

Para um bom desenvolvimento mediúnico é fundamental que haja equilíbrio. Equilíbrio em todos os sentidos: equilíbrio emocional, financeiro, familiar, trabalhista, etc.

Para que o médium se entregue às atividades espirituais corretamente, é fundamental que procure viver uma vida centrada e firme no bem.

Se o médium faz uso do álcool, não é preciso que deixe de beber, contudo, será chamado, por imposição da vida, a ter controle sobre sua vontade de beber, a fim de que não caía, amanhã, sob perturbação espiritual.

Bebedeira todo fim de semana? Beber até passar mal? Beber até cair? São coisas que precisam ficar no passado do médium, se ele realmente quiser ser um bom instrumento da espiritualidade...

Se o médium faz uso do fumo, será naturalmente orientado a fazer todo o possível para abandoná-lo, ciente de que isto não lhe fará bem aos próprios pulmões, lembrando sempre a imensa distância existente entre o uso do fumo no terreiro e no dia-a-dia.

Claro, não conseguirá abandonar da noite para o dia, mas as entidades sempre orientam no sentido de que se esforce, no mínimo, para diminuir o seu consumo. Comer cigarro? É algo que precisa ficar para trás.

Estamos no fim de ano, época de comilança... O médium também é chamado a exercer a moderação, a fim de não se encontrar sob imposição do próprio estômago, para que possa ter saúde, paz e tranquilidade em sua virada de ano.

O mesmo vale para o chocolate, para a coca-cola, para a mentira, para o ciúme, enfim, quaisquer comportamentos que possam ter condicionante vicioso: o médium é chamado a ser mais do que um animal, preso aos próprios instintos, mas um ser consciente, que edifica a vida segundo a sua própria vontade!

É por esta razão que a Umbanda nada proíbe, embora convide, frequentemente, à moderação de tudo.

Ninguém, efetivamente, pode ser um bom instrumento da espiritualidade se estiver com os pés presos aos vícios, sejam quais forem.

Leonardo Montes

Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.