segunda-feira, 14 de outubro de 2019

CURSO BÁSICO DE UMBANDA - CAP. 40 - BAIANOS

Imagem do google

A “linha dos Baianos” é composta por espíritos que viveram em todo o nordeste brasileiro e, enquanto a linha dos pretos-velhos está ligada à escravidão (africana ou brasileira), a dos caboclos ligada aos povos nativos e seus descendentes mestiços, a das crianças ligada à idade de desencarne do espírito, a dos baianos está ligada aos espíritos que viveram em toda a região nordeste e que foram simplesmente chamados de baianos.

Preconceito

É fato, claro e notório, que o brasileiro de modo geral é extremamente preconceituoso em relação às pessoas que nasceram no nordeste, especialmente, aos que migram para o sudeste (as postagens da última eleição que o digam...).

Ainda hoje, vemos (e, por vezes, dizemos), coisas como: isso é coisa de baiano ou baianos são todos preguiçosos, etc.

Em muitos lugares, como aqui em Minas Gerais, essas expressões se tornaram quase ditados populares, de modo que raramente paramos para refletir o quanto são preconceituosas e o quanto são incoerentes, principalmente, quando surgem através da boca de um médium que incorpora um baiano e, logo em seguida, ofende um baiano...

Alegria

Uma característica inegável desta linha é a alegria. Os baianos são espíritos sempre muito sorridentes, dançando pelo terreiro com muito amor no coração, enquanto gritam: axé, axé!

A alegria de um baiano é contagiante, os pontos geralmente são acelerados, ritmados e entusiasmantes. Assim, por onde passa uma entidade desta linha, a alegria é certa.

Descargas

Outra característica comum desta linha é trabalhar na limpeza das energias densas. Como uma linha intermediária (isto é, com entidades que podem se manifestar tanto na direita quanto na esquerda), os baianos são muito bons em trabalhos que demandam limpezas energéticas e descarga dos terreiros.

Tanto é que, em nossa casa, às vezes, se manifesta um baiano ao final da gira, quando os atendimentos foram muito pesados, simplesmente, para descarregar o terreiro, para limpar qualquer resíduo negativo que tenha permanecido no ambiente.

Adereços

Alguns baianos pedem adereços como: um chapéu de couro, uma cabaça, cuia ou mesmo um rosário.

Elementos

Os baianos trabalham muito com batida de coco (batida feita com cachaça), usam o fumo na forma de cigarro de palha (e, às vezes, com charutos ou mesmo cachimbos) e também com o próprio coco.

Quantos vezes vi baianos quebrarem coco seco no chão e depois repartirem os pedaços com todos. Coco esse que foi cruzado antes e que seguirá, portanto, carregado de axé!

Estereótipo

Os baianos se manifestam quase sempre alegres, dançando pelo terreiro, convocando todos a cantar os pontos com alegria e efusão. São manifestações contagiantes.

Se mostram quase sempre muito humildes, resilientes, prestativos. Deixam um leve sotaque nordestino quando incorporam em seus médiuns. Alguns trabalham sentados, lembrando um preto-velho, enquanto outros são céleres como um caboclo.

Conclusão

Esta é uma linha nascida do preconceito nacional. De pessoas excluídas, marginalizadas, ofendidas frequentemente em nossa sociedade simplesmente por viverem em uma determinada região do nosso país e terem uma cultura diferente da cultura do sul/sudeste.

Ainda assim, contudo, aquelas almas sublimadas, por vezes, no trabalho rude do agreste, retornam como espíritos fortalecidos, resilientes, sempre dispostos a ajudar e a aconselhar os que sofrem com humildade e caridade acima de tudo!

Até a próxima aula!

Leonardo Montes 




Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os anos de internet me ensinaram a não perder tempo com opositores sistemáticos, fanáticos, oportunistas, trolls, etc. Por isso, seja educado e faça um comentário construtivo ou o mesmo será apagado.